Até a tábua abana

Antigamente a minha mulher oferecia-me, independentemente de ser ou não data especial, presentes maravilhosos… perfumes, gravatas, camisas, discos, cd’s, computador, bilhetes para espectáculos, enfim, uma lista enorme de fazer inveja a qualquer ‘Menino Jesus’ em quadra natalícia.

Hoje…hoje, ela oferece “coisas úteis”
 Imagens Google


- «Para tornar a tua actividade doméstica, em algo mais agradável, perfeito e produtivo».


Está bem, está. Até a tábua abana!

...
People always told me be careful of what you do 
And don't go around breaking young girls' hearts 
And mother always told me be careful of who you love 
And be careful of what you do 'cause the lie becomes the truth 

Billie Jean
- Michael Jackson

As minhas dicas e arma limpa [olha a faisca]

Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão” já dizia a minha avó,  e de nada adiantarão os sites de ajuda para poupar, como poupar, ensinar a cozinhar e outras coisas acabadas em… ‘ar’.

Mas, como bom cidadão e amigo do seu amigo, não posso deixar de dar o meu humilde e pequeno contributo, para uma boa poupança de todos aqueles e aquelas que por aqui passam. Acreditem que são dados oficiais, devidamente comprovados e bastante utilizados… querem poupar? Não gastem!

Mais recentemente, dizia o meu mestre de artes marciais (sim, sou praticante desde o tempo que andava na barriga da minha mãe), «não me dês peixe, ensina-me a pescar»… ou então, «manda-me ao talho que não sou caçador».

E perguntarão vocês, «que bebeste, aflores?» Nada, nada de nada a não ser água. Estou em condições  de partilhar convosco, em perfeito juízo e uso das minhas normais capacidades,  aquela máxima que qualquer economista ouve numa esquina da escola, «dá os ovos, nunca dês a galinha».

Depois destas dicas em finais de tarde de sábado, tenho a certeza que a vossa vida será muito mais saudável, ou no mínimo mais sorridente.


E por falar em sorrisos, deixem cá ver se consigo roubar mais um… sorriso, aos meus leitores/leitoras, com as minhas respostas a mais uma ‘tag’ que roubei do blog 'Ontem é só Memória' da jovem e amiga Isabel


Sou muito... burro! (digo muitas vezes)
Não suporto... falta de pontualidade.
Eu nunca... digo «dessa água não beberei».
Eu já briguei... muito.
Quando era criança... queria ser bailarino.
Neste exacto momento: estou reformado e não fui bailarino.
Eu morro de medo… do fim com sofrimento.
Eu sempre gostei... de dançar.
Se eu pudesse... ia viver para V N Cerveira, que adoro!
Fico feliz quando... ofereço presentes.
Se eu pudesse voltar no tempo... evitava alguns erros que cometi.
Adoro... posso dizer, posso? Olha que eu digo.
Quero muito viajar... conhecer Portugal.
Preciso de... perder o medo de voar.
Não gosto de ver... eles (ou elas) a mexer no cabelo quando estão à mesa.

E por hoje chega, agora vou limpar a minha arma porque amanhã é dia de votar. O VOTO é a arma do Povo!

......
I get up in the evening
And I ain't got nothing to say
I come home in the morning
I go to bed feeling the same way
I ain't nothing but tired
Man I'm just tired and bored with myself
Hey there baby I could use just a little help

You can't start a fire
You can't start a fire without a spark
This gun's for hire
Even if we're just dancing in the dark
...


Dancing in the Dark
- Bruce Springsteen

«vê se colocas esse som mais baixo...já não consigo ouvir essa música»

(Está visto... tenho que comprar uns  headphones)


Promessas [políticas] anatomicamente falando


É verdade que uma pessoa com excesso de peso, de um modo geral e em princípio, com força de vontade e alteração de algumas rotinas/vícios, facilmente perderá os famosos kgs a mais.  Sei do que falo e é possível.
O mesmo não se poderá pedir a mim pois não tenho peso a mais, aliás sou conhecido por alguns como o “trinca-espinhas”.

Já ganhar massa muscular é outro assunto, também de grande responsabilidade e muito trabalho, que no meu caso já não é possível, limitando-me a tonificar e não perder a que tenho, sem drogas nem aditivos, simplesmente com muito esforço, trabalho, dedicação e profissionalismo de quem me ajuda.


Imagens Google

Ora é aqui mesmo que eu queria chegar (a velhice é no que dá… dar uma volta enorme para chegar aos finalmente), isto é, à política/promessas dos nossos políticos, que cortaram a torto, e a direito, e nos deixaram a todos “sem cú para as calças”.

Agora que a esperança de uns dias melhores voltou (ainda não estou convencido), com um novo governo (ao qual ainda não me habituei), deparo com uma febre enorme de “devolver” o que nos tiraram… os feriados, as horas a mais, mais os feriados, mais as horas e mais umas empresas que tinham sido vendidas/concessionadas…falidas.

Como não sou político, e de economista só mesmo no ramo caseiro, vou-me ficando por estes desabafos, dúvidas e questões. E o resto?
Para quando a diminuição do desemprego, criação de trabalho com salários dignos, fim da exploração, corrupção e fuga aos impostos? Isso é o que me interessa e gostava de ver trabalho para tal.


Cá para nós que ninguém nos ouve, fica feio ter uns ombros bonitos, um peito cinco estrelas, ‘six-rooms’ tal e coisa, e com umas pernas que mais parecem uns “paus de virar tripas”. Para já não falar nos famosos glúteos, "anatomicamente falando".

Imagens Google

Cocaine
- Eric Clapton

If you wanna hang out you've got to take her out; cocaine
If you wanna get down, down on the ground; cocaine

She don't lie, she don't lie, she don't lie; cocaine

Eu gostava, mas gostava mesmo...

O ano que acabou há pouco (e já aqui vamos a meio deste chuvoso Janeiro) não poderia ter sido melhor, e digo isto com os pés bem assentes no chão, mesmo estando de perna cruzada, o que não é muito bom para as minhas pernas depois de um treino maravilha.


Mas não vamos desviar a conversa para as minhas pernas… estava eu a dizer que o ano de 2015 foi fantástico, e foi mesmo! Claro que já estou a imaginar vocês a levantarem-se da cadeira, de punho no ar, a mandar nomes e bocas foleiras… «pois, sortudo, falas de contente» e não fosse o filtro que tenho no computador, poderia mesmo levar com uma vassoura ou um prato da cozinha… mas, não sei dizer a verdade de outra forma. Sim, o ano foi fantástico!
É óbvio que poderia aqui falar de coisas muito tristes, muito ‘birulentas’, desgastantes, fedorentas, preocupantes, que me afectaram e prejudicaram (sim, também a mim), mas o que ganharia com isso? É tudo uma relação, ou melhor, uma questão de equilíbrio.


Não é fácil, não é nada fácil, mas só tenho a ganhar se pensar assim e tentar nunca esquecer a máxima «mesmo chovendo também faz sol». 


foto by_aflores

Mas mudemos de assunto que isto está a ficar muito lamechas, e eu vim aqui com o propósito de escrever qualquer coisinha, pois o Janeiro já está a meio…Chuva não tem faltado, a roupa não seca e já me lembrei de mudar de casa, para um local mais ‘sequinho’… com mais sol e menos gente maluca.


Tenho saudades de calções e das pernas à mostra (hoje acordei com esta);

Tenho saudades das mesas com cinzeiro em vez do telemóvel, copos de uísque no lugar de água e uma boa travessa de feijoada em vez de um prato gourmet…

(acho bem que o meu médico não venha aqui ler isto)


Eu gostava, mas gostava mesmo, era de… é isso mesmo! Como vocês me conhecem.

 Não gostaram do post?  ‘Temos pena’… J

Under Pressure
- Queen/Bowie


It's the terror of knowing
What the world is about
Watching some good friends
Screaming 'Let me out'
Pray tomorrow - gets me higher
Pressure on people - people on streets

Fora de moda, velho, ou as duas coisas?

Eu não sei se este ano vai ser bom ou não. Eu quero, nós queremos que seja excelente.


Weather Report

Para já está a ser muito molhado, muito húmido… a roupa não seca e tenho que ligar a máquina de secar, e pior que isso, sou obrigado (aconselhado) a andar de guarda-chuva (que detesto). 

As pessoas andam tristes, escuras, deprimidas… já basta a cidade cinzenta.



fotos by_aflores

Cinzento também fica o meu raciocínio quando tento arranjar explicação para determinadas coisas/modas, como por exemplo:


- Estava eu no comboio que me leva ao centro da cidade, a caminho do ginásio que frequento, quando entra um casal jovem, com bom aspecto em termos gerais (alguém me vai perguntar o que entendo por bom aspecto, estou mesmo a ver), mas que… e no bom pano cai a nódoa, vestem ‘calças com buracos/rasgos’?!



Imagens Google

Mas porque será que as pessoas compram roupas com buracos? Porquê? Alguém me explica?


Estarei fora de moda, velho ou… as duas coisas?

Não sou o único
- Xutos & Pontapés

A viver as emoções
A desejar o que não tive
Agarrado ás tentações
E quando as nuvens partirem
O céu azul ficará
E quando as trevas abrirem
Vais ver, o sol brilhará
Vais ver, o sol brilhará
Não, não sou o único
Não, sou o único a olhar o céu

Venho da festa!


Tempo disto e daquilo, outros tempos, dar tempo ao tempo, matar tempo, perder tempo, perder o tempo, tempo solar, tempos primitivos… tempo de regressar, tempo de trabalho, tempo das rotinas, o meu tempo, o teu tempo… o nosso tempo.


fotos by_aflores

E por falar em tempo, é tempo também de regressar ‘ás lides’… depois de umas merecidas férias e da quadra natalícia, aqui estou eu, sem maquilhagem, sem truques, sem Photoshop, para mais um ano.

fotos by_aflores

Balanços? Não é muito hábito aqui do 'doméstico quase sex…' fazer balanços. O que está feito, feito está, e o que está por fazer a seu tempo se fará.

Promessas? É melhor estar quieto e caladinho porque de promessas estou também farto. Como diz o outro, «vamos indo e vamos vendo».  


fotos by_aflores

Para já vamos aproveitar este primeiro fim de semana  do ano. A partir de segunda-feira há muito, mas mesmo muito que fazer.

fotos by_aflores

«Para onde vais? – Vou para a festa! J  De onde vens?  Venho da  festa  L»

Brothers In Arms
- Dire Straits

There's so many different worlds
So many different suns
And we have just one world
But we live in different ones