Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

Na tua casa ou na minha?

Imagem
Está frio… Não acho. Lá dentro é que estava muito quente. Sim, mas também venho com roupa muito fresca e agora está na hora de vestir um casaco… Tenho a blusa encharcada. Eu tenho os meus pés a ferver. E agora? Vamos comer qualquer coisa? A esta hora? Sim, porque não? Depois de tanta agitação como e bebo qualquer coisa… Eu também, mas a esta hora… não estou a ver onde vamos comer e beber. Eu conheço um sítio fantástico e barato. Óptimo. Onde? Dá para ir a pé? É perto daqui, é só descer a rua. A sério? Sim. Onde é? Desembucha, pá! Na tua casa, ou na minha?
😋

 Tudo de bom!
:)
;)

Começou a nevar

Imagem
E foi mais uma semana de Novembro, em tons de Outono… algum frio, pouca chuva e algum nevoeiro.
As notícias trouxeram o óbito de mais um cantor (compositor, poeta e escritor), Leonard Cohen, e de imediato não faltaram mensagens de pesar, RIP em dose q.b. e muita gente a ouvir e a fazer ouvir, de novo ou pela primeira vez a voz do cantor.
Depois também tivemos outras notícias, com outros “cantores”… e que bem cantou de galo (não, não é o de Barcelos nem o de Arouca), o tal ‘Americano do cabelo esquisito’, que ganhou as eleições para o poleiro mais famoso do mundo, a Casa Branca
Uns gostaram, outros não, mas a verdade é que DT ganhou, e com isso fiquei a saber (vejam lá esta dinâmica), que por cá, nesta santa terrinha à beira-mar plantada e do outro lado do oceano, há muita gente conhecedora e especialista em política externa, mundial, e principalmente muito preocupada com o futuro. Só não sei a que futuro se referem.

Mas pronto, é o que se pode arranjar, assim de um momento para o outro…

E se eu tinha ido?

Imagem
«Tu és o máximo!»
E eu, todo vaidoso pergunto: - Mais um pouco? Ao que ela respondeu de imediato: «Claro! De que estás à espera?» - Ok. Vamos lá

What is love.
Vá... devagar que ainda agora chegamos (começamos). 

What is love.
Olha que os sapatos são novos.
This is the rhythm of my life.

- Que perfume é este que trazes hoje?
Não me digas que já não te lembras do que ofereces… Tens que deixar de beber espadal! - Ainda te lembras? Há coisas que não se esquecem, é como andar de bicicleta.  - Sim, mas tu até nem sabes andar de bicicleta.

«Mas ando sempre prevenida.»
Esta frase fez-me viajar no tempo… 

Estava cansado mas feliz por dar um salto até ao Porto, ver amigos e a minha mãe, que já não via há umas semanas.
Já com o comboio a iniciar a sua marcha, procuro o meu lugar. Ao meu lado uma mulher, com uma blusa e um perfume que ainda hoje recordo.
- Bom dia Bom dia. - Em viagem de passeio ou trabalho? As duas coisas. E tu? - Vou até casa gozar uma folga de 3 dias. Eu sou a T....
- Olá T... Eu sou o Flores... AFlor…