20 de junho de 2017

Nem que seja no fim do mundo

E de repente, reparo que afinal não é assim tão mau viajar de avião. No entanto cada qual sabe de si, e eu continuo a ter a mesma opinião (mesmo depois desta extraordinária experiência), que é não gostar, não me sentir bem e não é a ”minha onda”. 

Mas, como alguém disse: “desafio superado” e fico feliz.



O objectivo da viagem foi visitar o meu filho que vive e trabalha no estrangeiro, e assim juntar o útil ao agradável, resultando numa semana em família, com muita conversa, muito passeio, copos e boa disposição, em locais e cidade que eu desconhecia.




Só espero que ele não mude muitas vezes de País 😄… mas estarei sempre pronto para o visitar, nem que seja no “fim do mundo”, claro que sim!


Até breve Cracóvia (Kraków) !

Tudo de bom.

:)
;)

4 comentários:

  1. :) Também não é o meu meio de transporte preferido. Custa-me bastante quando levanta voo, depois fico bem e ao aterrar doem-me os ouvidos.
    Eu acho que era melhor o teu filho mudar muitas vezes de país, assim conhecias outros lugares!

    ResponderEliminar
  2. Foram realmente dias bem passados!
    É bom ter-te de volta com os pés em terra firme!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Ver e abraçar quem nos é querido é sempre ocasião para superar desafios.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Oi aflores
    Também ando a viajar de avião com filhota morando fora do País.
    Diferentemente, gosto de me sentir lá no céu.
    Um abraço

    ResponderEliminar