14 de maio de 2016

Salvar vidas



(Elas) Podem ser a diferença entre a vida e a morte.


Meu coração é como um fruto
plantado num esquisito pomar

O meu peito é a cortina que esconde
o seu tumulto

- Ana Hatherly


6 comentários:

  1. Sem dúvida, amigo ! E que belo poema de Ana Hatherly foste buscar!

    Tudo de bom! Sempre!

    ResponderEliminar
  2. P.S : Ah! Tentei comentar outros posts, mas foi-me interdito. Que coisa essa de fechares os comentários? Alguma forte razão?

    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Decidi mudar o nome do meu blogue por achar que, actualmente, o nome anterior não se identifica comigo.

    Por isso, se quiseres continuar a seguir-me, acho que é melhor adicionar o novo link à tua lista de leitura.

    Obrigada!

    http://the-freckled-girl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Pois, toda a gente devia saber fazer as técnicas de primeiros socorros. Isso devia ser ensinado na primária!

    ResponderEliminar
  5. olá, meu querido amigo Alberto...

    De facto, é verdade, mas como usá-las de forma correta, num situação destas... bem, com boa vontade, podemos sempre tentar e ajudar.

    Gostei dos versos. Na realidade, o coração é o órgão, que está dentro do peito. Este vai disfarçando sentires, mas poderá haver um dia, em que o coração não se deixe tapar, entre aspas.

    Beijinhos, bom fim de semana e boas notícias do seu filho.

    ResponderEliminar